143. Qual a relação entre o Espírito e Cristo Jesus, na missão terrena?

O Filho de Deus é consagrado Messias através da unção do Espírito na sua humanidade desde a Encarnação. Ele revela-O no seu ensino, cumprindo a promessa feita aos antepassados e comunica-O à Igreja nascente, soprando sobre os Apóstolos depois da Ressurreição.


Veja este tema no Catecismo

Parágrafo 727

727.Toda a missão do Filho e do Espírito Santo, na plenitude do tempo, está contida no facto de o Filho ser o ungido do Espírito do Pai, desde a sua Encarnação: Jesus é o Cristo, o Messias. Todo o segundo capítulo do Símbolo da Fé deve ser lido a esta luz. Toda a obra de Cristo é missão conjunta do Filho e do Espírito Santo. Aqui mencionaremos somente o que se refere à promessa do Espírito Santo feita por Jesus, e à sua doação pelo Senhor glorificado.

Parágrafo 728

728.Jesus não revela plenamente o Espírito Santo enquanto Ele próprio não for glorificado pela sua morte e ressurreição. No entanto, sugere-O pouco a pouco, mesmo no seu ensino às multidões, quando revela que a sua carne será alimento para a vida do mundo (98). Insinua-O também a Nicodemos (99) , à samaritana (100) e aos que tomam parte na festa dos Tabernáculos (101). Aos seus discípulos, fala d'Ele abertamente a propósito da oração (102) e do testemunho que devem dar (103).

Parágrafo 729

729.Só quando chega a Hora em que vai ser glorificado, é que Jesusprometea vinda do Espírito Santo, pois a sua morte e ressurreição serão o cumprimento da promessa feita aos antepassados (104). O Espírito da verdade, o outro Paráclito, será dado pelo Pai a pedido de Jesus; será enviado pelo Pai em nome de Jesus; Jesus O enviará de junto do Pai, porque do Pai procede. O Espírito Santo virá, nós O conheceremos, Ele ficará connosco para sempre, habitará connosco; há-de ensinar-nos tudo, há-de lembrar-nos tudo o que Cristo nos disse e dará testemunho d'Ele; conduzir-nos-á à verdade total e glorificará a Cristo. Quanto ao mundo, confundi-lo-á em matéria de pecado, de justiça e de julgamento.

Parágrafo 730

730.Chega, por fim, a «Hora de Jesus» (105) : Jesus entrega o seu espírito nas mãos do Pai (106) , no momento em que pela sua morte vence a morte, de tal modo que, «ressuscitado dos mortos pela glória do Pai»(Rm 6,4), logoo Espírito Santo «soprando» sobre os discípulos (107). A partir dessa «Hora», a missão de Cristo e do Espírito torna-se a missão da Igreja: «Assim como o Pai Me enviou, também Eu vos envio a vós» (Jo20, 21) (108).

Parágrafo 745

745.O Filho de Deus é consagrado Cristo (Messias) pela unção do Espírito Santo, na sua Encarnação(118).

Parágrafo 746

746.Pela sua morte e ressurreição, Jesus foi constituído Senhor e Cristo na glória(119). Da sua plenitude, Ele derrama o Espírito Santo sobre os Apóstolos e sobre a Igreja.

Acesse nossos estudos biblicos:

A luta de Jacó com Deus: Qual é o significado dessa história para nós hoje?

O que podemos aprender sobre o desejo de estar sempre com o amado/a a partir de Cânticos 3:1-5 e 6:1-3?

O que o livro de Oséias nos ensina sobre o amor inabalável de Deus pelo seu povo?

O que significa a afirmação de que o amor de Deus é revelado em Cristo, conforme mencionado em 2 Timóteo 1:9?

Qual é a responsabilidade dos líderes cristãos de acordo com Tiago 3:1-12?

A criação do universo e do homem: O que o livro de Gênesis nos ensina? (Gênesis 1:1-31)

O pacto de Deus com Davi: um compromisso eterno (2 Samuel 7)