60. Quem são os anjos?

Os anjos são criaturas puramente espirituais, incorpóreas, invisíveis e imortais, seres pessoais dotados de inteligência e de vontade. Estes, contemplando incessantemente a Deus face a face, glorificam-no, servem-no e são os seus mensageiros no cumprimento da missão de salvação, em prol de todos os homens.


Veja este tema no Catecismo

Parágrafo 328

328.A existência dos seres espirituais, não-corporais, a que a Sagrada Escritura habitualmente chama anjos, é uma verdade de fé. O testemunho da Escritura é tão claro como a unanimidade da Tradição.

Parágrafo 329

329.Santo Agostinho diz a respeito deles:«Angelus [...] officii nomen est, non naturae. Quaeris nomen naturae, spiritus est; quaeris officium, angelus est: ex eo quod est, spiritus est: ex eo quod agit, angelus –Anjo é nome de ofício, não de natureza. Desejas saber o nome da natureza? Espírito. Desejas saber o do ofício? Anjo. Pelo que é, é espírito: pelo que faz, é anjo (anjo = mensageiro)» (168). Com todo o seu ser, os anjos sãoservose mensageiros de Deus. Pelo facto de contemplarem «continuamente o rosto do meu Pai que está nos céus»(Mt18, 10), eles são «os poderosos executores das suas ordens, sempre atentos à sua palavra» (Sl103, 20).

Parágrafo 330

330.Enquanto criaturas puramente espirituais, são dotados de inteligência e vontade: são criaturas pessoais (169) e imortais (170). Excedem em perfeição todas as criaturas visíveis. O esplendor da sua glória assim o atesta(171).

Parágrafo 331

331.Cristo é o centro do mundo dos anjos (angélico). Estes pertencem-Lhe: «Quando o Filho do Homem vier na sua glória, acompanhado por todos os [seus] anjos...»(Mt25, 31). Pertencem-Lhe, porque criados por e para Ele: «em vista d'Ele é que foram criados todos os seres, que há nos céus e na terra, os seres visíveis e os invisíveis, os anjos que são os tronos, senhorias, principados e dominações. Tudo foi criado por seu intermédio e para Ele»(Cl1, 16), E são d'Ele mais ainda porque Ele os fez mensageiros do seu plano salvador: «Não são eles todos espíritos ao serviço de Deus, enviados a fim de exercerem um ministério a favor daqueles que hão-de herdar a salvação?»(Heb1,14).

Parágrafo 332

332.Ei-los, desde a criação (172) e ao longo de toda a história da salvação, anunciando de longe ou de perto esta mesma salvação, e postos ao serviço do plano divino da sua realização: eles fecham o paraíso terrestre (173); protegem Lot (174), salvam Agar e seu filho (175), detêm a mão de Abraão (176) pelo seu ministério é comunicada a Lei (177), são eles que conduzem o povo de Deus (178), anunciam nascimentos (179) e vocações (180) assistem os profetas (181) – para não citar senão alguns exemplos. Finalmente, é o anjo Gabriel que anuncia o nascimento do Precursor e o do próprio Jesus (182).

Parágrafo 333

333.Da Encarnação à Ascensão, a vida do Verbo Encarnado é rodeada da adoração e serviço dos anjos. Quando Deus «introduziu no mundo o seu Primogénito, disse: Adorem-n'O todos os anjos de Deus»(Heb1, 6). O seu cântico de louvor, na altura do nascimento de Cristo, nunca deixou de se ouvir no louvor da Igreja: «Glória a Deus [...]»(Lc2,14). Eles protegem a infância de Jesus (183), servem-n'O no deserto (184) e confortam-n'O na agonia (185) no momento em que por eles poderia ter sido salvo das mãos dos inimigos (186) como outrora Israel (187). São ainda os anjos que «evangelizam» (188), anunciando a Boa-Nova da Encarnação (189) e da Ressurreição (190) de Cristo. E estarão presentes aquando da segunda vinda de Cristo, que anunciam (191), ao serviço do seu juízo (192).

Parágrafo 350

350.Os anjos são criaturas espirituais que glorificam a Deus sem cessar e servem os seus planos salvíficos em relação às outras criaturas:«Ad omnia bona nostra cooperantur angeli –Os anjos prestam a sua cooperação a tudo quanto diz respeito ao nosso bem» (215).

Parágrafo 351

351.Os anjos assistem a Cristo, seu Senhor. Servem-n'O de modo particular no cumprimento da sua missão salvífica em relação aos homens.


Acesse nossos estudos biblicos:

O que significa amar a Deus e ao próximo e qual a importância desse ensinamento na Bíblia?

Quais são as características que um líder cristão deve ter de acordo com 1 Timóteo 3:1-7?

O que 1 João 2:29 nos ensina sobre a santidade e justiça de Deus?

Qual é a importância da gratidão e do contentamento de acordo com o livro de Eclesiastes?

O que significa o sonho de Daniel sobre as quatro feras em Daniel 7?

O chamado e a comissão de Moisés: Como Deus chamou Moisés para liderar seu povo e o que isso nos ensina sobre a vocação cristã? (Êxodo 3-4)

O que significa “dar graças em todas as circunstâncias” em 1 Tessalonicenses 5:18?


Livraria Católica