Parágrafo 1206

1206.«A diversidade litúrgica pode ser fonte de enriquecimento, mas também pode provocar tensões, incompreensões recíprocas e até cismas. Neste domínio, é claro que a diversidade não deve prejudicar a unidade. Ela só pode exprimir-se na fidelidade à fé comum, aos sinais sacramentais que a Igreja recebeu de Cristo e à comunhão hierárquica. A adaptação às culturas exige uma conversão do coração e, se necessário, rupturas com hábitos ancestrais incompatíveis com a fé católica» (80).



Aprofunde seus conhecimentos

138. Quais são as designações do Espírito Santo?

403. O que indica o princípio de subsidiariedade?

278. Quem é o ministro da celebração da Eucaristia?

23. Que unidade existe entre o Antigo e o Novo Testamento?

243. O que é a liturgia das horas?

544. Como Jesus nos ensina a rezar?

533. Qual é o maior desejo do homem?


Acesse nossos estudos biblicos:

Qual é a mensagem de Abdias 1:11 sobre a injustiça de Edom e a opressão aos fracos?

Qual é a história de Abimeleque e o perdão em Juízes 9:22-57?

O que significa ser um discípulo de Jesus?

Qual é a importância da gratidão e do reconhecimento segundo o livro de Provérbios?

O que a história da oferta de Maná no livro de Números nos ensina sobre a provisão diária de Deus em nossas vidas? (Números 11)

Como a soberania de Deus é retratada em meio ao caos em Lamentações 2:8-9?

O que é a soberania de Deus e como ela se relaciona com a liberdade humana, conforme descrito em 2 Tessalonicenses 2:11-12?


Livraria Católica