532. Que pede Jesus com a pobreza de coração?

Jesus requer aos seus discípulos que O prefiram a tudo e a todos. O desprendimento das riquezas – segundo o espírito da pobreza evangélica – e o abandono à providência de Deus, que nos liberta da preocupação pelo amanhã, preparam-nos para a bem-aventurança dos «pobres em espírito, porque deles é já o reino dos céus» (Mt5, 3).


Veja este tema no Catecismo

Parágrafo 2544

2544.Jesus impõe aos seus discípulos que O prefiram a tudo e a todos e propõe-lhes que renunciem a todos os seus bens (281) por causa d'Ele e do Evangelho (282). Pouco antes da sua paixão, deu-lhes o exemplo da pobre viúva de Jerusalém que, da sua penúria, deu tudo o que tinha para viver (283). O preceito do desapego das riquezas é obrigatório para entrar no Reino dos céus.

Parágrafo 2545

2545.Todos os fiéis de Cristo devem «ordenar rectamente os próprios afectos, para não serem impedidos de avançar na perfeição da caridade pelo uso das coisas terrenas e pelo apego às riquezas, em oposição ao espírito de pobreza evangélica» (284).

Parágrafo 2546

2546.«Bem-aventurados os pobres em espírito»(Mt5, 3). As bem-aventuranças revelam uma ordem de felicidade e de graça, de beleza e de paz. Jesus celebra a alegria dos pobres, aos quais o Reino pertence desde já (285):

«O Verbo chama "pobreza em espírito" à humildade voluntária do espírito humano e à sua renúncia; e o Apóstolo dá-nos como exemplo a pobreza de Deus, quando diz: «Ele fez-Se pobre por nós(2 Cor8, 9)» (286).

Parágrafo 2547

2547.O Senhor lamenta-Se dos ricos, porque eles encontram a sua consolação na abundância de bens (287). «O orgulhoso procura o poder terreno, ao passo que o pobre em espírito procura o Reino dos céus» (288). O abandono à providência do Pai do céu liberta da preocupação pelo amanhã. A confiança em Deus dispõe para a bem-aventurança dos pobres (289). Eles verão a Deus.

Parágrafo 2556

2556.O desapego das riquezas é necessário para entrar no Reino dos céus. «Bem-aventurados os pobres em espírito» (Mt 5, 3).


Acesse nossos estudos biblicos:

Qual é a história de Abimeleque e o perdão em Juízes 9:22-57?

Qual é a história de Uzias e como ele foi castigado por desobedecer a Deus?

Qual é a crítica contra a confiança na força militar em vez de Deus em Amós 2:14-16?

Qual é o exemplo de Sodoma e Gomorra e quais são as consequências da imoralidade e perversão, de acordo com a Bíblia?

O que Jesus ensinou sobre o amor ao próximo? (Mateus 22:39)

Qual é a mensagem de Jeremias sobre o amor incondicional de Deus?

O que significa a admiração mútua entre os amados no livro de Cânticos?


Livraria Católica