Parágrafo 2057

2057.O Decálogo compreende-se, antes de mais nada, no contexto do Êxodo que é o grande acontecimento libertador de Deus, no centro da Antiga Aliança. Quer sejam formuladas como preceitos negativos ou interdições, quer como mandamentos positivos (por exemplo: «Honra teu pai e tua mãe»), as «dez palavras» indicam as condições duma vida liberta da escravidão do pecado. O Decálogo é um caminho de vida:

«Se amares o teu Deus, andares nos seus caminhos e guardares os seus mandamentos, leis e costumes, viverás e multiplicar-te-ás» (Dt30, 16).

Esta força libertadora do Decálogo aparece, por exemplo, no mandamento sobre o repouso do sábado, que abrange igualmente os estrangeiros e os escravos:

«Recorda-te de que foste escravo no país do Egipto, de onde o Senhor teu Deus te fez sair com mão forte e braço poderoso» (Dt5, 15).



Aprofunde seus conhecimentos

113. Quais as acusações para a condenação de Jesus?

32. De que maneira a fé da Igreja é uma só?

55. Em que consiste a Providência divina?

162. Onde subsiste a única Igreja de Cristo?

502. Quais são as ofensas contra a dignidade do matrimónio?

7. Quais as primeiras etapas da Revelação de Deus?

172. Porque é que a Igreja deve anunciar o Evangelho a todo o mundo?


Acesse nossos estudos biblicos:

O que significa a soberania de Deus em Isaías, e como ela garante segurança e proteção para o seu povo?

Como podemos fugir das aparências do mal, conforme descrito em 1 Tessalonicenses 5:22?

Como a misericórdia de Deus é manifesta em Isaías? O que o livro de Isaías nos ensina sobre a graça e a misericórdia de Deus?

Qual é a imagem de Deus como pastor em Ezequiel 34?

Qual é a importância do testemunho cristão?

O pacto de Deus com Davi: um compromisso eterno (2 Samuel 7)

O que a Bíblia diz sobre o julgamento e a justiça de Deus?


Livraria Católica