Parágrafo 356

356.De todas as criaturas visíveis, só o homem é «capaz de conhecer e amar o seu Criador» (216);é a «única criatura sobre a terra que Deus quis por si mesma» (217); só ele é chamado a partilhar, pelo conhecimento e pelo amor, a vida de Deus. Com este fim foi criado, e tal é a razão fundamental da sua dignidade:

«Qual foi a razão de terdes elevado o homem a tão alta dignidade? Foi certamente o incomparável amor com que Vos contemplastes a Vós mesmo na vossa criatura e Vos enamorastes dela; porque foi por amor que a criastes, foi por amor que lhe destes um ser capaz de apreciar o vosso bem eterno» (218).



Aprofunde seus conhecimentos

439. Porque é que o Decálogo constitui uma unidade orgânica?

216. Em que consiste a esperança dos novos céus e da nova terra?

300. O que é a penitência interior?

366. Qual é o lugar da liberdade humana na ordem da salvação?

268. Qual é o efeito da Confirmação?

552. Como se pode definir a adoração?

77. Que outras consequências provoca o pecado original?


Acesse nossos estudos biblicos:

Qual é a ciclicidade da história de Israel e como é retratada em Juízes 3-16?

Qual é a importância da gratidão na vida cristã, de acordo com a primeira carta a Timóteo?

Como os Salmos nos ensinam a ser mais sensíveis à presença de Deus (Salmos 139:1-4)?

Como lidar com a oposição à verdade do Evangelho?

O que 2 Coríntios 9:6-8 nos ensina sobre generosidade e prosperidade?

Como podemos fugir das aparências do mal, conforme descrito em 1 Tessalonicenses 5:22?

O que significa o sonho de Daniel sobre as quatro feras em Daniel 7?


Livraria Católica