Parágrafo 1082

1082.Na liturgia da Igreja, a bênção divina é plenamente revelada e comunicada: o Pai é reconhecido e adorado como a Fonte e o Fim de todas as bênçãos da criação e da salvação; no seu Verbo – encarnado, morto e ressuscitado por nós –, Ele cumula-nos das suas bênçãos e, por Ele, derrama nos nossos corações o Dom que encerra todos os dons: o Espírito Santo.


Aprofunde seus conhecimentos

29. Porque não há contradições entre a fé e a ciência?

85. Porque é que o Filho de Deus se fez homem?

30. Porque é que a fé é um acto pessoal e ao mesmo tempo eclesial?

243. O que é a liturgia das horas?

319. Quais são os efeitos deste sacramento?

67. Para que fim Deus criou o homem?

325. De quantos graus se compõe o sacramento da Ordem?


Acesse nossos estudos biblicos:

O que significa a promessa de Jesus de enviar o Espírito Santo como consolador, de acordo com João 14:26?

A liderança de Moisés: O que a vida e o exemplo de Moisés nos ensinam sobre liderança, fé e obediência a Deus? (Números 12)

Qual a importância da gratidão na história da cura dos dez leprosos, descrita em Lucas 17:11-19?

O que significa a promessa da salvação em meio à escuridão em Miquéias 7:7?

O que é a Nova Terra mencionada em Apocalipse 21:1 e qual é a sua importância na fé cristã?

O que significa o “evangelho da paz” mencionado em Naum 1:15 e como ele se relaciona com o temor de Deus?

O que é o Rio da Vida e a Árvore da Vida mencionados em Apocalipse 22:1-5 e qual é a sua importância para a promessa da vida eterna?