Parágrafo 247

247.A afirmação doFilioquenão figurava no Símbolo de Constantinopla de 381. Mas, com base numa antiga tradição latina e alexandrina, o Papa São Leão já a tinha confessado dogmaticamente em 447 (57), mesmo antes de Roma ter conhecido e recebido o Símbolo de 381 no Concílio de Calcedónia, em 451). O uso desta fórmula no Credo foi sendo, pouco a pouco, admitido na liturgia latina (entre os séculos VIII e XI). A introdução doFilioqueno Símbolo Niceno-Constantinopolitano pela liturgia latina constitui, ainda hoje, no entanto, um diferendo com as igrejas ortodoxas.


Aprofunde seus conhecimentos

245. O que são os edifícios sagrados?

142. Qual é a obra do Espírito em Maria?

16. A quem compete interpretar autenticamente o depósito da fé?

126. Que lugar ocupa a ressurreição de Cristo na nossa fé?

454. Porque é importante reconhecer civilmente o Domingo como dia festivo?

573. Quais as objecções à oração?

319. Quais são os efeitos deste sacramento?


Acesse nossos estudos biblicos:

Justificação pela fé: o que a Bíblia diz? (Romanos 1:17)

O que o livro de Cântico dos Cânticos nos ensina sobre a busca pelo amado/a?

A criação do universo e do homem: O que o livro de Gênesis nos ensina? (Gênesis 1:1-31)

Compreendendo a ira de Deus – Habacuque 1:2-4

O que significa amar o próximo como a si mesmo, de acordo com Tiago 2:8, e por que isso é importante?

A santidade do povo de Deus: Como a lei da santidade no livro de Números nos ensina a buscar a santidade em nossas vidas e em nossa comunidade de fé? (Números 19)

Qual é a importância da comunidade em meio ao sofrimento, de acordo com Jó 42:10-11?