Parágrafo 2605

2605.Quando chegou a Hora em que cumpriu o desígnio de amor do Pai, Jesus deixa entrever a profundidade insondável da sua oração filial, não só antes de livremente Se entregar(«Abbá…não se faça a minha vontade, mas a tua»:Lc23, 42), mas até nassuas últimas palavrasjá na cruz, onde orar e dar-Se coincidem: «Perdoa-lhes, ó Pai, pois não sabem o que fazem»(Lc23, 34);«em verdade te digo: hoje estarás comigo no paraíso»(Lc23, 43); «Mulher, eis aí o teu filho» […] «eis aí a tua mãe»(Jo19, 26-27); «tenho sede!»(Jo19, 28);«meu Deus, por que Me abandonaste?»(Mc15, 34) (56); «tudo está consumado»(Jo19, 30); «Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito»(Lc23, 46), até ao «grande brado» com que expira, entregando o espírito (57).



Aprofunde seus conhecimentos

124. Em que condições estava o corpo de Cristo no sepulcro?

435. Como é que Jesus interpreta a Lei?

194. O que significa a expressão comunhão dos santos?

71. Que relação Deus estabeleceu entre o homem e a mulher?

81. Que significa o nome «Jesus»?

541. Quem ensinou Jesus a rezar?

295. Porque é que Cristo instituiu os sacramentos da Penitência e da Unção dos enfermos?


Acesse nossos estudos biblicos:

O que significa a afirmação “Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho” em João 3:16?

Qual é a relação entre verdade e alegria mencionada em 2 João 1:4?

Qual é o papel da lei no Antigo Testamento, de acordo com Gálatas 3:10-14?

Qual é a história de Naamã e como a fé e a obediência o curaram da lepra?

Como ser generoso e compartilhar com os necessitados?

O que podemos aprender sobre o crescimento da igreja primitiva em Jerusalém a partir de Atos 2:41-47?

Qual é a mensagem de Abdias 1:11 sobre a injustiça de Edom e a opressão aos fracos?


Livraria Católica