Parágrafo 586

586.Longe de ter sido contra o templo (385) onde proclamou o essencial da sua doutrina (386), Jesus quis pagar o imposto do templo, associando a Si Pedro (387), que Ele acabara de estabelecer como pedra basilar da sua Igreja futura (388). Mais ainda: identificou-Se com o templo, apresentando-Se como a morada definitiva de Deus entre os homens (389). Por isso é que a sua entrega à morte corporal (390) prenuncia a destruição do templo, a qual vai assinalar a entrada numa nova idade da história da salvação: «Vai chegar a hora em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai» (Jo4, 21) (391).



Aprofunde seus conhecimentos

207. O que é a vida eterna?

371. As paixões são moralmente boas ou más?

34. Quais são os mais antigos Símbolos da fé?

140. O que significa que o Espírito «falou pelos profetas»?

44. Qual é o mistério central da fé e da vida cristã?

266. Porque se chama Crisma ou Confirmação?

575. Como fortalecer a nossa confiança filial?


Acesse nossos estudos biblicos:

Qual é a responsabilidade dos líderes cristãos de acordo com Tiago 3:1-12?

A luta de Jacó com Deus: Qual é o significado dessa história para nós hoje?

Qual é a imagem de Deus como pastor em Ezequiel 34?

Qual é a importância da fé na cura do cego Bartimeu, descrita em Mateus 20:29-34?

A história de Moisés: Como Deus escolheu e preparou Moisés para liderar seu povo? (Êxodo 1-4)

Qual é a história de Uzias e como ele foi castigado por desobedecer a Deus?

A importância da esperança em Lamentações: como ela nos sustenta em meio à adversidade (Lamentações 3:25)?


Livraria Católica