Parágrafo 2570

2570.Quando Deus o chama, Abraão parte «como o Senhor lhe tinha mandado»(Gn12, 4). O seu coração está completamente «submetido à Palavra»: ele obedece. A escuta do coração que se decide em conformidade com Deus é essencial à oração; as palavras têm um valor relativo. Mas a oração de Abraão exprime-se, antes de mais, em actos: homem de silêncio, constrói, em cada etapa, um altar ao Senhor. Só mais tarde é que aparece a sua primeira oração por palavras: uma queixa velada que lembra a Deus as suas promessas que não parecem cumprir-se (10). Assim nos aparece, desde o princípio, um dos aspectos do drama da oração: a prova da fé na fidelidade de Deus.



Aprofunde seus conhecimentos

244. A Igreja tem necessidade de lugares para celebrar a liturgia?

218. O que é a liturgia?

351. O que são os sacramentais?

532. Que pede Jesus com a pobreza de coração?

227. O que é o carácter sacramental?

555. Quando se dá a Deus acção de graças?

208. O que é o juízo particular?


Acesse nossos estudos biblicos:

O que significa se submeter à disciplina de Deus, de acordo com Hebreus 12:5-11?

Qual é a importância da gratidão e do reconhecimento segundo o livro de Provérbios?

Compreendendo a soberania de Deus através dos Salmos (Salmos 33:6-9)

Qual é a promessa de Deus para a restauração de Jerusalém e o que podemos aprender sobre a fidelidade de Deus com base em Jeremias 31:31-34?

A importância da esperança em Lamentações: como ela nos sustenta em meio à adversidade (Lamentações 3:25)?

Qual foi a história da morte violenta do Rei Amom e sua rebelião em 2 Reis 21-22?

Qual é o julgamento de Deus sobre a corrupção e a opressão de acordo com Miquéias 3:1-4?


Livraria Católica